quarta-feira, 25 de abril de 2012

Parem o mundo!!! Eu não dou conta de acompanhar assim.


Ultimamente tenho me sentido sem tempo. Trabalho oito horas por dia, mas fico em função disso pelo menos durante 11 horas de meu dia; duas vezes por semana tenho aula de inglês no horário do almoço; durante a semana também freqüento um cursinho preparatório para concurso; tenho que arrumar tempo para praticar exercícios porque o médico mandou perder peso (PERDER PESO!!! EU VIVO TENTANDO, MAS NÃO RESISTO A DOCES).

Como eu vou poder me dedicar à organização do nosso grande dia assim?

Eu quero tempo para visitar todas as empresas de decoração de Brasília para fazer orçamento e tentar achar alguma empresa que não esteja sendo processada por clientes insatisfeitos e que eu tenha condições de contratar; quero encontrar um carro maravilhoso e que a empresa aceite fazer pequenas modificações no contrato caso eu sinta necessidade; quero fazer curso de artes manuais para poder fazer os detalhes dos convites, as forminhas para os docinhos, os portas-guardanapo, as lembrancinhas, as embalagens dos bem-casados e todos os outros detalhes artesanais para ter certeza de que ficaram como nos meus sonhos; quero encontrar o DJ e a estrutura da pista de dança que faça todos os convidados dançar durante a festa inteira...

 
Nossa!!! Eu quero fazer tanta coisa e não tenho perspectiva de quanto terei tempo para fazer tudo isso.

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Depois deste post, tive uma crise de enxaqueca, mas agora estou bem e cheguei a uma conclusão.

    Eu não posso fazer tudo ao mesmo tempo.

    Meu cerimonial já falou várias vezes que ainda não está na hora de fechar algumas coisas, mas eu super ansiosa, queria fechar tudo. Olha que falta mais de um ano para o meu casamento.

    Mas eles sabem o que falam.

    Estava querendo fechar até o carro, logo o carro que pode ter a qualquer momento uma perda total.

    Nós, noivinhas, queremos tudo perfeito e para que isso ocorra, temos que ouvir o que nos parceiros, que sabem tudo desse mundo casamenteiro, falam.
    Carro da noiva, só mais próximo.
    É muito arriscado e nem toda empresa que trabalha com esse tipo de serviço está disposta a fazer um contrato que não deixe os noivinhos muito vulneráveis.

    Noivinhas, cuidado com o que vão assinar.

    ResponderExcluir